CONTATOS

CONTATOS
Tia Joaninha

domingo, 5 de julho de 2015

A Excelência no Ministério Infantil


Somos ungidos e separados por Deus para pregar o evangelho aos pequeninos.
(Isaías 61:1b/ Romanos 10:15b/ Romanos 15:29/II Cr. 29:11/Is. 40:
Deus tem chamados específicos para cada um, liderar vai além de salinhas, conjuntos ou escola bíblica. Liderar vai muito além de quatro paredes. Sabendo que cada peixinho é usado uma isca especifica, ou seja, cada departamento tem uma necessidade diferente, podemos classificar itens importantes que cada líder deve adquirir para liderar com excelência.
1-      Chamado por Deus
2-      Ama e acredita na salvação das crianças
3-      Encorajador, entusiasmado
4-      Dependente do espirito Santo
5-      Forma outros líderes
6-      Eterno aprendiz tem sede de aprender
7-      Estabelece objetivo
8-      Comunicativo
9-      Responsável
10-  Humilde, servo
11-  Paciente e otimista
12-  Carismático e sorridente
13-  Tem visão de Deus
14-  Obediente
15-  Criativo


Um líder excelente, um líder completo!!!
O departamento infantil tem muitas tarefas, obrigações e deveres. São vários núcleos a serem trabalhados, EBD, Conjunto Infantil, culto infantil mensal, bimestral ou trimestral, culto infantil paralelo (salinha), EBF, datas comemorativas e eventos.
Um líder excelente procura executar todas essas tarefas com perfeição, buscando o aprimoramento sempre.

EBD
          No Brasil a Escola Bíblica teve seu início em 1855, na cidade de Petrópolis – RJ, pelo missionário Robert Kalley e sua esposa Sarah Poulton Kalley, da Igreja Congregacional. Sua frequência foi de 05 CRIANÇAS.
Objetivos da Escola Bíblica


  • Ganhar almas para Jesus;
  • Desenvolver a espiritualidade e o caráter cristão nos alunos;
  • Treinar as crianças para o serviço do Mestre.
  • Ensina verdades bíblicas 


EBF

O que é?
Uma escola Bíblica Infantil, porém feito durante as férias escolares. É um evento evangelístico promovido pelo D.I junto com a EBD e o departamento Missionário.

OBJETIVOS
Evangelização
Crescimento espiritual
Incentivar o serviço cristão

VANTAGENS
- aproveitamento sadio durante as férias
- uma boa EBF marcara a vida de uma criança
- é mais que três meses de EBD
- crescimento espiritual para aluno e professor

PLANEJAMENTO

- oração
- alvo
- local
- Data
- tema
- divulgação
- montar equipe

Culto infantil

Faça do culto infantil um momento bem legal para eles, faça convites, escolha um tema, e um nome bem legal para o culto. Convide pessoas de fora para pregar, (contaçao de historias) e não esqueça o lanchinho no final do culto.

Objetivos do culto infantil
1. Que a criança tenha um real encontro com Jesus
2. Levar a criança a ter comunhão com Deus através do louvor, da oração e do ensino da Palavra, para que experimente e pratique a verdadeira adoração.
3. Preparar futuros líderes

Conjunto Infantil

 O conjunto infantil é a cara do seu departamento é uma das partes mais delicadas do seu departamento, pois envolve a adoração de uma criança a Deus. Por mais que pareça simples ficar na frente das crianças pulando, fazendo gestos ou pedindo pra que eles “cantem mais altos” ensaiar, reger um conjunto infantil requer uma vida de santidade a Deus.
Por que ensinar uma criança a adorar???
Todos nós concordamos que quando louvamos a Deus de coração sincero, sentimos um sentimento de paz dentro de nós. Mas é apenas um dos grandiosos fenômenos que acontecem ao louvarmos a Deus. O louvor a Deus com musicas, cânticos, hinos, desenvolve a sensibilidade da criança e faz com que ela libere suas emoções.


(Todo material é de uso exclusivo do Ministério Tia Joaninha) 

Porque Trabalhar Datas Comemorativas No Depto Infantil


Dias Especiais precisam ser lembrados!!!

Usando datas comemorativas como adoração a Deus
Escolhido o tema, a data, horário, trabalhar o assunto com as crianças, esclarecer o objetivo e organizar o que vão fazer, ouvindo suas opiniões (que cântico podemos usar? Como acham que ficará melhor contar a alegria da Páscoa? etc.);

Preparar tudo o que for necessário (coisas que precisará usar: cartazes, símbolos, cópias de leituras e hinos, etc.) com antecedência;
Só usar recursos (poesias, dramatizações, teatro, leituras, textos bíblicos e outros) que estão dentro do conhecimento e da experiência da criança. Fazer uma criança pequenina de boa memória, decorar poesias que falam de experiência religiosa (e outras) de adultos, não contribuirá em nada para sua educação religiosa;

Usar mais a participação em grupo do que a individual. Envolver todas as crianças, evitar “estrelismos” e competição;
Não permitir a participação das crianças em alguma coisa na qual elas não se sintam seguras (não saber bem o cântico, não ter decorado bem). Ficarão encabuladas, frustradas, não fazendo bem feito o que teriam de fazer e ainda experimentar o “sorriso” complacente dos adultos;
Às vezes, apesar de todo cuidado anterior, o cântico, a leitura, a dramatização não saiu bonito, como esperado. Não é um desastre! Nada de “broncas” e acusações...

Há crianças que, na última hora, não querem participar. Não force ou demonstre exagerado desapontamento. Nem faça ameaças: não convido mais você para fazer nada! Mas estimule: fica para outra vez... você gostará de participar. É sempre bom que outras crianças saibam a parte de mais destaque da apresentação e ninguém fará tanta falta.

NO DIA

- Ter tudo pronto para evitar correrias de última hora;
- Pessoas adultas dirigindo e ajudando devem estar calmas;
- Evitar “ensaios” de última hora nervosos e irritadiços;
- Recordar com as crianças reunidas à finalidade do que vão fazer. Orar pedindo a orientação de Deus e
- Desenvolver um clima de confiança e bom humor.



DEPOIS

- Nada de avaliações exigentes. São crianças, lembre-se!
- Mostrar apreciação e contentamento pelo que fizeram e mais tarde, com calma, as crianças são levadas a avaliar o programa: não se erraram ou não, os cânticos e as falas, mas como foi o seu comportamento e suas atitudes.